Posted by
Convergência

AINDA O SILÊNCIO OBSEQUIOSO SOBRE A LEGALIDADE DO PROCESSO ELEITORAL COM MÁQUINAS QUE CONTAM OS VOTOS EM SEGREDO.

O TSE continua com seu teatro para escolher a empresa que vai embolsar mais R$ 700 milhões do Povo Brasileiro e manter o Brasil como o único país do mundo a não ter como recontar os votos caso surjam dúvidas sobre os resultados. Ou seja, nem se trata aqui de discutir a parte técnica de segurança, performance e questões legais das empresas Smartmatic e Diebold, com diversas acusações e condenações criminais pelo mundo, por fraudes eleitorais dentre outras situações, pois resta sem respostas por parte do TSE, PGR e até do Presidente da República, que prometeu mexer nisso, o principal aspecto do processo eleitoral brasileiro: a legalidade das eleições, que não atendem o Princípio da Publicidade, e, com os gastos estratosféricos, o da eficiência. Veja matéria do Jornal Valor Econômico, sobre a nova sessão realizada no âmbito do TSE.

O Brasil vai continuar com esse tipo de processo eleitoral? Isso será aceitável? Continuaremos a assistir o passeio das ilegitimidades que se originam a partir de eleições sem o respaldo legal?

O TSE continua em silêncio sobre tudo isso, apesar de todos os protocolas já feitos de documentos, processos, contestações, requerimentos, e até as ações judiciais nas varas da Justiça Federal estão paradas. O Ministério Público nada fala.  Estaria havendo uma conspiração de todos no Poder para deixar como está e poder controlar tudo? É algo que se pergunta em algumas redes.