PGR – A PRIMEIRA FALHA DE ARGUMENTO

Recebido agora, de um membro do Conclave pela Democracia, integrante do Convergências:

“Se o voto impresso “é violação de sigilo do voto” segundo o PGR, então ferrou, pois se as urnas de lona são usadas quando as urnas eletrônicas quebram como redundância, a partir de agora não poderá ser mais usada pois é voto impresso pelo uso da caneta e papel, logo meu direito universal de votar não poderá ser mais praticado, por falta de meios. Absurdo!”

FUX PEDE REDISTRIBUIÇÃO DA AÇÃO DA PGR.

O Ministro Fux pediu a redistribuição da Ação da PGR por se considerar impedido, por tomar posse no TSE nesta terça feira.

CONCLUSÃO QUE CIRCULA NOS GRUPOS TEMÁTICOS: “a ideia é obter uma decisão monocrática que suspenda os efeitos da obrigatoriedade de imprimir o voto, para empurrar ao Pleno somente após as eleições de 2018. Desta forma, as eleições já estariam decididas.”

O Brasil caminha para a mais grave crise institucional, quando nenhuma instituição tem a confiança da Sociedade.

 

 

3 Comentários

  1. Eu não acredito nas urnas eletrônicas, o povo quer ter o seu voto respeitado, e a única forma de fazer isso, é tendo o voto impresso, já que, só os idiotas e os Petistas e os partidos sem credibilidade popular, querem as urnas eletrônicas sem votos impressos.

  2. Acreditar nas urnas eletrônicas ninguém acredita, dizer isso também seria redundante,mas, aceitarmis um argumento desse seria curvar aceitando que somos imbecis. Não precisa entender de direito pra saber que não se sustenta tal argumento da procuradora. É absurdo!

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.


*