DECLARAÇÃO PÚBLICA PELO VOTO IMPRESSO

Abra ou baixe aqui, a Declaração:

Com a assinatura de dezenas de movimentos civis e de rua, técnicos de TI especializados no tema relacionado à urna eletrônica, como Amilcar Brunazzo e Walter Del Pichia (VotoSeguro.com)   e juristas como Janaína Paschoal, Maria Aparecida Cortiz e Bia Kicis, a Declaração passa agora a circular pelo País para novos signatários dentre parlamentares, políticos do Executivo, mais técnicos e juristas.

Em Brasília, a líder do Movimento Rua Brasil Ray Alves coordenará a captação de signatários no Senado e na Câmara. Em São Paulo, o advogado Raphael Panichi fará a coordenação jurídica e o líder do “São Paulo Conservador” Ted Martins coordenará as movimentações de rua, motivando a população para exigir o Voto Impresso.

II MARCHA PELO VOTO IMPRESSO –
A segunda marcha pelo Voto Impresso está marcada para 22/10 em todo o Brasil. Os detalhes e as confirmações de presença podem ser feitas aqui.
Se você quer fazer na sua cidade, entre em contato com Ted Martins pelo Facebook

Thomas Korontai (Movimento Federalista)  coordenador do Convergências, que congrega dezenas de movimentos e lideranças políticas para a construção de pautas em comum, conclama a população a se programar para ir em peso às ruas no dia 22/10: “se você não confia que o voto que você deu a um candidato foi para ele mesmo, então não poderá deixar de i fazer a sua parte e exigir que o TSE cumpra a Lei integralmente. Quem não for, peca por omissão”. Ele conclui dizendo que “o processo democrático é algo muito caro para ser apressado e não ter contraprovas físicas, então o TSE não pode alegar falta de dinheiro, quando estão se preparando para aprovar R$ 3,5 bilhões de fundo para partidos e políticos, este sim, um escárnio com o suado dinheiro dos impostos pagos pelos brasileiros, em especial por aqueles que pegam um ônibus lotado e velho às cinco, seis da manhã, para trabalhar”.

OUTRAS MEDIDAS
Os integrantes do Convergências estão também preparando três medidas judiciais para serem encaminhadas ao Ministério Público Federal, Justiça Federal e Polícia Federal – esta última, denúncia/queixa crime por fraudes cometidas por empresas licitadas e contratadas pelo TSE.

PETIÇÃO ELETRÔNICA
Você pode participar votando na petição eletrônica e divulgando-a também:
http://www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=eleicoeshonestas

Interessados em participar dessas ações podem fazer contato com a coordenação pelo e-mail contato@convergencias.org.br

Anexa, a Declaração Pública

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.


*