CONCLAVE PELA DEMOCRACIA EM FLASHES

Um vídeo feito por Cláudio Tonelli, ativista e participante do Conclave pela Democracia, que integra a Convergências, compilou uma série de imagens, vídeos e áudios construindo uma brevíssima história do grupo, que teve sua primeira atividade em Washington CD, nos Estados Unidos.

A iniciativa do Conclave, que teve mais dois eventos, um em São Paulo e outro em Brasília, foi do empresário brasileiro Dalmo Accorsini, residente nos Estados Unidos, mas que acompanha atentamente a situação do País. Dalmo tomou a iniciativa de criar o evento, que foi realizado na prestigiada National Press Association, realizando em 21 de março de 2015. Do Brasil, participaram como conferencistas a Dra. Maria Aparecida Cortiz, Dr. Fernando Costa, Dr. Hugo Hoesht, Olavo de Carvalho, Thomas Korontai e Gilson Pereira.

Deste evento se iniciou uma guerra contra a Smartmatic, empresa estrangeira contratada para gerir as eleições no Brasil, cuja história já é bem conhecida por muitos. Uma dessas iniciativas foi a de um ativismo judicial com o ingresso de ações idênticas em diversas seções judiciárias federais pelo Pais, para anular os contratos feitos entre a citada empresa e o TSE, por fraudes processuais.  As ações continuam em tramitação, estando em litispendência da primeira, ingressada em Criciúma/SC.

O Conclave pela Democracia  tem, portanto, fundamental papel na luta que já tantos brasileiros fazem par termos eleições honestas no Brasil.

Vale frisar ainda, que embora não tenha havido a realização do Conclave de Oslo, Dalmo Accorsinni, Hugo e  Tânia Hoesht estiveram na capital da Noruega com documentos e assinaturas de dezenas de milhares de brasileiros demonstrando que Lula, cotado para o Prêmio Nobel, não o mereceria. Os documentos foram entregues à diretoria da Organização que administra a importante premiação. As possibilidades de Lula ser premiado pareciam bastante evidentes como e pode observar pelo histórico bem montado pelo Dr. Hugo Hoesht. Segundo ele, “naquela época não havia nenhuma acusação contra ele, tinha grande popularidade no Brasil, acabava de ganhar os prêmios “Pacificador” (Roma) e “Busca pela Paz” (New York), e soltaram um vídeo do Bono Vox dizendo que ele era o melhor nome para o Nobel. Se tivesse sido contemplado com esse Nobel eles estariam fazendo um escândalo internacional contra o Judiciário.”

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.


*